Buscar homens 60177

Padecer no paraíso em dobro? Mas ainda hoje penso como deve ser mais leve essa jornada para quem tem alguém ao lado no dia a dia. Na antiga escolinha da minha filha, para mim, no começo, era difícil falar, por exemplo, para os pais dos amiguinhos dela que eu era sozinha. E nem era por culpa deles. Ninguém nunca me julgou. Esse eco da família ideal inconscientemente me acompanhou na vida adulta. Chega até a ser tragicômico.

Sua mensagem foi enviada com sucesso!

Tenho bastante vida social e sou mt ativa, com mt apoio da minha mae! Ouço muitas maes reclamando do quanto sao julgadas por serem solteiras, da pressao que vivem.. É convencedor q sempre tem aquele parente chato, aquela vizinha velha, aquela foto da familia perfeita nas redes sociais com descriçoes q fazem a gente parecer incompletas, mas no geral, tb encontramos bastante maes no mesmo barco e com o tempo aprendemos que nao adianta lamentar ou ficar questionando se fosse diferente. A gente tem que esquecer o padrao e parar de achar que a vida nao deu certo apenas pq nao somos casadas. Aprendi a amar a familia q conquistei, e sinceramente n sinto essa pressao toda por ser mae solteira, acho q a pressao maior vem de dentro, das expectativas e sonhos q as pessoas criam sobre o conceito de familia, e de súbito, acham q nao estao completas e nao serao felizes. Hoje em dia com essa enorme onda feminista, reunião mais apoio do que criticas. Mas tenho um problema grande em relacionamentos amorosos! Parece q ser mae é algo extremamente broxante.. Alguns tentam realmente fazer dar certo, mas se apavoram ao nos ver sendo maes, ou nao se contentam em estar em segundo plano e ter de escachar o tempo com o filho.

Como contar

Share 0 Toda vez que encontro amigos e amigas casadas e conto as minhas histórias de solteira, viro um extraterrestre. É quase sempre assim: — Nossa, Paty, que legal! Onde você conheceu ele? Assim como na viver real, no virtual também existem pessoas com boas intenções e outras nem tanto. Pessoas de boa índole, inteligentes e educadas, e outras nem tão. Homens lindos e tímidos, feios mas interessantes, trabalhadores, vagabundos, gordos, sarados, namoradores e sem vergonhas. Depois que o pequeno nasceu, pior ainda!!